Ter seus arquivos e sistemas protegidos no dia a dia é fundamental para o plano de continuidade de negócios. Afinal, sem dados, a empresa perde sua história e não tem possibilidade de sobreviver no mundo corporativo.

O ponto é que não basta apenas implementar uma política de backup na sua empresa. É preciso ir além disso. Mais do que gerar simples cópias de arquivos e sistema é necessário contar com um plano de recuperação de dados que seja inteligente.

Recuperar dados: o que é o backup inteligente?

Para ser eficiente, o backup deve ser controlado de forma automatizada, cobrindo gaps que uma operação tradicional não consegue cobrir. Além disso, o acompanhamento das rotinas deve ser realizado automaticamente, inclusive em todo o ambiente virtual, evitando que um novo servidor criado fique de fora da política de backup.

De acordo com pesquisa divulgada pela Diretoria de Tecnologia da Informação (DTI), vinculada à Secretaria Executiva do Ministério da Educação, cerca de 70% das empresas brasileiras que perderam todos seus dados encerram suas atividades até dezoito meses após o ocorrido.

Ignorar a implementação de um processo inteligente de gestão de backup é colocar a perder tudo o que é relevante para o negócio e colocar em risco a reputação da TI e da empresa.

Veja quatro riscos que sua empresa pode correr em não ter uma política de backup inteligente

1# Perder dados diante um desastre ou ataques cibernéticos

Ter uma cópia segura de seus arquivos é ter o controle da segurança da informação. Os incidentes podem ocorrer a qualquer momento. Os motivos que levam a esses imprevistos vão desde incêndios, enchentes, erros de colaboradores ao apagar ou substituir arquivos importantes até mesmo ataques por vírus e problemas técnicos no hardware. Portanto, é fundamental criar uma política para recuperar os dados.

2# Desperdiçar tempo e recurso com tarefas manuais

Se a sua área de TI conta com uma política de gestão de backup manual, provavelmente, vocês estão perdendo tempo. Hoje em dia, existem ferramentas de backup que permitem a configuração de rotinas de recuperação de dados totalmente automatizadas. Dessa forma, é possível concentrar esforços em projetos estratégicos, com a garantia de que as informações estão protegidas.

3# Ter um processo de recuperação de dados com falha

Além disso, quando se adota um processo de gestão de backup manual é comum que os erros apareçam. Afinal, estamos falando de pessoas e as falhas humanas podem ocorrer a qualquer momento.

4# Não encontrar informações

Outra situação muito comum de acontecer quando não se tem uma gestão de backup inteligente é a dificuldade de localizar os dados e sistemas dentro da corporação. O melhor é sempre centralizar as informações em um único lugar do que deixar os dados espalhados em diversos computadores ou servidores.

Ficou interessado em entender como implementar uma gestão de backup inteligente na sua empresa? Nós podemos te ajudar. 

transformação digital nas empresas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *