O gestor de TI, diferente dos gestores das demais áreas da empresa, na maioria das vezes, não está munido de sistemas inteligentes e automatizados que o auxiliem na identificação de comportamentos que possam colocar em risco a política de segurança da informação ou mesmo o negócio.

O que existe, via de regra, é um mar de fornecedores, ferramentas de segurança da informação e equipamentos que entregam apenas dados, com pouca (muitas vezes nenhuma) integração ou inteligência.

Neste sentido, uma grande dúvida paira no ar: como fazer a gestão de tudo sem informações quantitativas e qualitativas referentes à performance de cada um dos recursos utilizados?

Além disso, os processos não são controlados de forma automática, o que permite falhas humanas e confundem o gestor, que continua sem saber as causas dos incidentes.

Para que atue em função do negócio, é fundamental que a TI aprenda a não confundir incidentes com indisponibilidade e os classifique com base no impacto (de preferência automaticamente).

E isso só será possível a partir do momento que a organização contar com uma tecnologia de monitoramento totalmente voltada ao “core business“, permitindo que a informação evolua para conhecimento e, consequentemente, para o aumento das vendas e melhora de processos com foco nos lucros.

Veja quatro importantes comportamentos que um bom sistema de monitoramento de TI pode identificar:

1# Entender a demanda atual da organização

Entender a performance da rede e o seu tráfego é uma valiosa informação para que o gestor de TI possa tomar decisões. Os serviços inteligentes de monitoramento são fundamentais para gerar indicadores que permitam a esse profissional entender a demanda atual da organização e traçar um plano de ação assertivo.

2# Garantir a disponibilidade das aplicações

Não tem nada mais improdutivo do que não conseguir acessar os dados da empresa de qualquer lugar e dispositivo. Para que isso não ocorra na sua empresa é preciso contar com uma infraestrutura de TI sem falhas e com eficiência operacional, garantindo o alto desempenho das aplicações.

3# Manter os níveis de qualidade dos sistemas de negócio

Acompanhar a performance de cada aplicação em tempo real e monitorando seu comportamento é essencial para garantir a qualidade dos sistemas do negócio e o bom desempenho da infraestrutura. E isso só é possível quando se tem pessoas e sistemas inteligentes trabalhando juntos.  

4# Geração de indicadores de performance

Ao usar uma ferramenta de tecnologia da informação sofisticada e que permita a coleta de dados de forma inteligente, correlacionando as informações, você passa a ter a possibilidade de visualizar os indicadores de performance e tomar decisões mais assertivas, mitigando os problemas.

Ao ter acesso a esses comportamentos, com certeza, sua área vai ter muito mais valor.

Além disso, aproveitar o poder de resultados e decisões que a informação pode trazer é a chave para dar mais um passo em direção à uma alavanca de crescimento.

O monitoramento baseado em comportamentos e a gestão de backup inteligente e automatizada são importantes ferramentas para gestores que desejam otimizar a sua TI e garantir a continuidade do negócio.

A empresa, assim como as informações dentro dela, está em constante movimento e acompanhar de perto essas mudanças é a chave para aumentar a disponibilidade e recuperar os seus dados em caso de algum incidente. Ignorar esse item é colocar a perder tudo o que é relevante para o negócio e colocar em risco a reputação da TI e da empresa. Pense nisso!

transformação digital nas empresas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *